Pesquisa personalizada

Ouça Estudos da Bíblia Agora:

Postagens Populares:

Áudio Livro Caminho a Cristo:


Pesquisa personalizada

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Bombeiro proíbe crucifixo e causa polêmica em Tatuí-SP

Uma ordem de serviço assinada pelo comandante do Corpo de Bombeiros de Tatuí (SP), capitão José Natalino de Camargo, causa polêmica na cidade. Ele mandou retirar todos os crucifixos e imagens de santos católicos das unidades sob seu comando. Hoje, os 11 vereadores da Câmara local assinaram moção repudiando a medida tomada pelo militar. Camargo alegou que a exibição de símbolos católicos em repartições públicas causa "constrangimento" a pessoas que professam outra fé.

Para ele, imagens e crucifixos fazem "apologia" da religião católica e contribuem para a "manutenção da falsa crença de que aquela religião seria a única detentora da benesse estatal". O capitão invocou ainda a Constituição Federal que, segundo ele, estabelece que o Estado brasileiro é laico e, portanto, a exibição dos símbolos seria ilegal e inconstitucional. A comunicação foi repassada às unidades e postos dos bombeiros sob o comando do Grupamento de Tatuí, com ordem para cumprimento imediato.

Na moção aprovada por unanimidade, os vereadores consideram que o militar usou termos desrespeitosos ao se referir aos símbolos católicos. "O ato é arbitrário, com expressões equivocadas, desrespeitosas e imprudentes sobre a religião católica, refletindo total falta de sensibilidade", diz a nota da Câmara.

De acordo com os vereadores, a ordem de serviço fere o livre direito de professar a fé, também defendido pela Constituição. O comando regional da Polícia Militar (PM), ao qual se subordinam os bombeiros, não se manifestou a respeito. O pároco de Tatuí, padre Milton de Campos Rocha, estava em viagem e não foi localizado. [Fonte: Yahoo Notícias]

____________

Nota do editor: O Estado é laico, se é para ter um símbolo de determinada religião então que seja permitido o de todas as outras também. Se não, que não tenha nenhum símbolo em espaço de Órgão Público.

5 comentários:

Dérik Willbert disse...

Será mesmo laico um Estado que professa o credo católico de forma tênue. A Constituição Federal não é laica, basta conferir o preâmbulo em que se diz "(...) promulgamos,sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil. Ora, o termo Deus com a letra "d" em maiúsculo refere-se ao monoteísmo, pois se não estaria escrito deus e nao Deus.
Vale dizer que o laicismo também respeita o ateísmo, e nem mesmo a palavra Deus ou deus deveria constar no texto constitucional.
Também não deveria constar nas notas da nossa moeda "Deus seja louvado", nem no dólar "In God we trust" (em Deus nós confiamos), e nem na libra esterlina "God save the queen" (Deus salve a rainha) e por aí vai.
O catolicismo salvou o ocidente do caos que fora as invasoes bárbaras por conta da queda do imperio romano. Conservou os livros da filosofia grega e romana e de outras culturas, criou as universidades, incentivou o avanço da engenharia, arquitetura, pintura, escultura, hidráulica etc.
Não é esta atitude deste bombeiro que vai anular do âmago de todos o elo com o catolicismo. Uns podem não querer aceitar, mas dentro de seus princípios essenciais de valores figuram vários ensinamentos católicos, porque o catolicismo nada mais é do que a primeira igreja cristã!
A paz de Cristo a todos!

Dérik Willbert disse...

Esta atitude do bombeiro não ofuscará a grande contribuição do catolicismo para a história do ocidente.

Anônimo disse...

Não existo ofensa a mera ostentação de símbolos católicos!

Prof. Valdir do Nascimento disse...

Eu, com uma formação católica que se pode considerar grande, penso que realmente os símbolos católicos colocados nas repartições públicas (como na matéria acima, em Executivos, Legislativos e Judiciários) é algo indevido, porque os órgãos públicos não são só dos católicos.
Já sobre o comentário acima que diz que o Estado Brasileiro não é laico porque na sua Constituição estão explícitas "falas" relacionadas à Religião Cristã, ele tem razão: É outro local que penso ser inadequado "usar o nome de Deus". Não que nesses locais as pessoas tenham que ser atéias, mas penso que a Constituição é para todos: para crentes em Deus, em outras denominações para o Ser Supremo, para os ateus e para os agnósticos. Assim, penso que Deus não deve ser formalmente "invocado" ou "citado" nesses locais, instâncias ou leis.
Quanto ao comentário postado , por Dérik Willbert, penso ser um erro ele achar que o fato dos Bombeiros daquela cidade resolver que não se deve ostentar símbolos católicos seja quer "ofuscar a grande contribuição do catolicismo para a história do ocidente". Ora, não é essa a questão: Não é com alguns símbolos católicos neste ou naquele lugar que a humanidade saberá que o catolicismo teve grande contribuição para a história do ocidente.
E sobre o comentário postado no dia 27 de outubro de 2011 às 22h45, penso que já é mesmo hora do Estado deixar de puxar para um lado em detrimento dos outros. E como alguém postou acima: por que, então, não se usa símbolos de todas as religiões nos órgãos públicos?

Antonio Luis disse...

Certíssima a atitude do comandante; ele se baseia no laicismo da Constituição Federal. Não há argumentos católicos ou protestantes que tenha força contra esse ato. se tem um símbolo de uma religião, deixa aberta a oportunidade para ter de outra. se tem um santo católico também pode ter um orixá ou quaisquer outra expressão de fé de outras religiões. Daí de santo em santo, de orixá em orixá, as repartições publicas virariam um panteão.

Livro Gratuito em PDF - Baixe Agora!


Pesquisa personalizada

Filmes Sugeridos: