Pesquisa personalizada

Ouça Estudos da Bíblia Agora:

Postagens Populares:

Áudio Livro Caminho a Cristo:


Pesquisa personalizada

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Pesquisa comprova: fé em Deus é inerente ao ser humano

Uma pesquisa conduzida por dois acadêmicos da Universidade de Oxford, Inglaterra, intitulada “Projeto de Cognição, Religião e Teologia” teve o custo recorde de 1,9 milhão de libras esterlinas. Sua conclusão final é que o pensamento humano está “enraizado” em conceitos religiosos. O projeto envolveu ao todo 57 eruditos, oriundos de 20 países, que lecionam disciplinas como Antropologia, Psicologia e Filosofia. A investigação se propunha a descobrir se a crença em divindades e na vida depois da morte são conceitos aprendidos ao longo da vida ou são inerentes ao ser humano. Segundo o professor Roger Trigg, um dos diretores do projeto, nossa tendência natural é “ver um propósito neste mundo… nós procuramos um sentido. Pensamos que existe algo mais, mesmo que não consigamos vê-lo… Tudo isso tende a gerar em nós uma forma religiosa de pensar”. Para ele, a pesquisa mostrou que religião “não é apenas algo que algumas poucas pessoas fazem no domingo em vez de ir jogar golfe… Reunimos várias evidências que sugerem que a religião é um aspecto comum da natureza humana, presente em diferentes sociedades. Isso sugere que as tentativas de suprimir a religião tendem a ter vida curta, uma vez que o pensamento humano parece estar enraizado em conceitos religiosos, como a existência de deuses ou agentes sobrenaturais, a possibilidade de vida após a morte, e de algo anterior a essa”.

O doutor Trigg destaca ainda que, curiosamente, as pessoas que vivem nas cidades de países mais desenvolvidos são menos propensas a serem religiosas do que as que vivem no campo ou em áreas economicamente menos desenvolvidas.

Realizado em Oxford, um dos estudos conduzidos pela equipe concluiu que crianças com menos de cinco anos de idade são mais propensas a crer em situações “sobrenaturais” do que a entender as limitações dos seres humanos. Nesse experimento, perguntava-se às crianças se as mães delas sabiam que objeto estava guardado em uma caixa fechada. Crianças de três anos de idade acreditavam que suas mães e Deus sempre sabiam qual era o conteúdo, mas a partir dos quatro as crianças começavam a entender que suas mães não eram oniscientes.

Outro estudo feito na China mostrou que pessoas de diferentes culturas creem instintivamente que alguma parte de sua mente, alma ou espírito sobrevive de alguma forma após a morte.

O diretor do projeto, Dr. Justin Barret, do Centro de Antropologia e Mente da Universidade de Oxford, afirma que a fé é um fenômeno que subsiste nas diversas culturas do mundo porque as pessoas que compartilham os laços da religião “são mais propensas a cooperar com a sociedade”.

Ele faz questão de enfatizar que “o projeto não se dispôs a provar que Deus ou deuses existem”. O doutor Trigg entende ainda que “tanto ateus quanto as pessoas religiosas podem utilizar o estudo para defender seu ponto de vista”. “Richard Dawkins aceitaria nossas conclusões e diria que temos de evoluir para sair disso. Mas as pessoas de fé podem argumentar que a universalidade do sentimento religioso serve ao propósito de Deus. Se existe um Deus, então Ele teria nos dado inclinações para procurá-Lo”, conclui.

Os eruditos de Oxford acreditam fortemente que a religião não vai se enfraquecer, como muitos especulam. [Fonte: Networkedblogs]

domingo, 22 de maio de 2011

Socializando ideias para elaboração de um Projeto de Trabalho ou Aprendizagem


Escola: Saul Sant'Anna de Oliveira Dias
Disciplina: Ensino Religioso
Professor: Jorge Schemes


PROJETO DE APRENDIZAGEM

OU

PROJETO DE TRABALHO

RESPONSÁVEL:

Professor Jorge Schemes

DISCIPLINA: Ensino Religioso.


TEMA:

Símbolos Religiosos.


JUSTIFICATIVA:

Diante da diversidade religiosa presente em nossa sociedade e do que preconiza o Artigo 33 da LDBEN (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) sobre o Ensino Religioso nas escolas públicas, o qual recomenda um Ensino Religioso não confessional, não proselitista e que contemple a diversidade cultural e religiosa presente em nossa cultura, faz-se necessário trabalhar os diferentes símbolos religiosos representados na sociedade. Considerando que, a escola é um espaço social privilegiado para a discussão deste tema, optou-se pela realização de um projeto envolvendo os alunos por meio de atividades reflexivas e interpretativas dos significados dos diferentes símbolos religiosos.

OBJETIVO GERAL:

1. Realizar atividades pedagógicas envolvendo os diferentes símbolos religiosos presentes em nossa cultura para gerar o debate sobre o assunto e a reflexão.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

1. Pesquisar sobre os diferentes símbolos religiosos e obter informações sobre o assunto.

2. Produzir textos descritivos e cartazes sobre o significado de cada símbolo religioso.

3. Criar uma poesia sobre o significado de cada símbolo religioso.

4. Socializar as atividades em sala de aula e gerar o debate e a reflexão sobre a diversidade religiosa presente em nossa sociedade.

5. Exposição dos cartazes na escola – Criação de um varal da diversidade religiosa.

6. Registrar as atividades e publicá-las no blog da disciplina: www.cienciasdareligiao.blogspot.com


PÚBLICO ALVO:

Alunos das séries finais do Ensino Fundamental, período matutino, da escola Saul Sant'Anna de Oliveira Dias em Joinville, SC.


METODOLOGIA:

1. Pesquisa orientada.

2. Aulas dialogadas.

3. Protagonismo juvenil.


RECURSOS:

1. Livros e textos sobre religiões disponíveis na biblioteca da escola.

2. Internet – Sites sobre as diferentes religiões e seus símbolos.

3. Cartolina, lápis de cor, canetão, cola, fita adesiva e tesoura.

4. Câmera fotográfica com filmadora.



CRONOGRAMA:

1º bimestre do ano letivo de 2012 – Fevereiro, Março e Abril.



DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES:

1.Fazer uma pesquisa sobre os diferentes símbolos religiosos.

2. Em equipes (mínimo 4 e máximo 5 alunos) elaborar uma poesia sobre cada símbolo religioso e montar um cartaz utilizando os símbolos religiosos pesquisados, seus significados e a poesia.

3.Apresentação e socialização das atividades em sala de aula.

4.Debate, análise e reflexão sobre o assunto.

5.Avaliação e auto avaliação.

6. Publicação das atividades no blog da disciplina (registro de fotos e vídeos) em: www.cienciasdareligiao.blogspot.com


7. Exposição dos cartazes na escola – Varal da diversidade religiosa.


PROCEDIMENTOS:


ETAPA 1 – Os alunos serão orientados a realizar pesquisas sobre sobre os diferentes símbolos religiosos e seus significados em livros, jornais, revistas e Internet. Após a pesquisa, eles trarão os textos para a sala de aula e socializarão com os colegas gerando um debate inicial sobre o assunto e uma reflexão mediada pelo professor da disciplina de Ensino Religioso, Jorge Schemes.


ETAPA 2 – Na aula seguinte, os alunos serão divididos em equipes com no mínimo 4 e no máximo 5 componentes, e orientados a produzir uma poesia contendo cinco estrofes para cada um dos símbolos religiosos pesquisados (mínimo 5 símbolos, um por aluno). Eles poderão tirar ideias para a elaboração da letra da poesia nos textos pesquisados sobre o significado de cada símbolo.


ETAPA 3 – Noutra aula cada equipe socializará, por meio de uma apresentação, as poesias criadas sobre os diferentes símbolos para os demais colegas em sala de aula.

ETAPA 4 – Após as apresentações haverá o debate e a reflexão sobre o assunto da diversidade religiosa presente em nossa sociedade.


ETAPA 6 – Avaliação e auto avaliação. O professor fará o registro e publicação das atividades no blog da disciplina (fotos e vídeos) – www.cienciasdareligiao.blogspot.com



ETAPA 7 – Exposição dos cartazes na escola contendo os diferentes símbolos e seus significados, bem como as poesias elaboradas sobre cada um deles– Varal da diversidade religiosa.

Professor: Jorge Schemes
 
 

Livro Gratuito em PDF - Baixe Agora!


Pesquisa personalizada

Filmes Sugeridos: